quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Tiradentes (3) Segunda Rodada

Sheridan Ribeiro - Mário Guimarães
Classificatório Camp. Mineiro 2008 - Tiradentes - MG

Meu adversário é um forte jogador de Belo Horizonte (FIDE 2071) que eu não conhecia. Conversei rapidamente com ele após a partida e tive boa impressão, pareceu-me um cara simpático.
1. e4 c5 2. Nf3 d6 3. d4 cxd4 4. Nxd4 Nf6 5. Nc3 a6 6. Bg5 e5?! O lance mais jogado e teoricamente correto é 6....e6: defende o cavalo com a dama, evitando dobrar os peões da ala do Rei e protege d5. Joguei várias partidas postais nesta variante, tempos atrás, mas não me lembrava exatamente da sequência correta e temia inverter algum lance, caindo numa posição comprometedora. Com certeza o Sheridan conhece bem a posição, porque jogou 6.Bg5 quase ao toque. O lance do texto deixa o peão "d" atrasado e um buraco em d5. Ele só é "teoricamente jogável" contra a variante 5.Be2. Acontece que saber a teoria é uma coisa e aplica-la na prática é outra. Estando cara a cara com o adversário e sob a pressão do tempo a coisa muda de figura e tudo fica mais difícil. Fiz o lance baseado nos seguintes critérios: ataco o cavalo de d4 e obrigo-o a uma definição imediata, limitando as opções das brancas. Se 7.Nb3 ou 7.Nf3 não vejo dificuldades para continuar o desenvolvimento. Se as brancas quiserem realmente se apoderar do "hole" em d5 terão que trocar em f6, abrindo mão do par de bispos. Em caso de 7.Nf5 posso jogar Nc6 e ameaço tomar o cavalo, controlando d4. Admito que neste caso não consegui definir uma boa linha de jogo (em resposta a 7.Nf5) e usei o que chamo de "teoria do preguiçoso": SE o problema acontecer eu penso a respeito! Todas estas considerações refletem o que se passou na minha cabeça durante a partida. Podem (e devem) estar erradas, mas como já disse, resolver os problemas frente ao tabuleiro é complicado. 7. Nde2 Confesso que isto eu não esperava. Be7 8. Qd3 Muito menos isto. Achei que fosse colocar a dama em d2. Deve estar preocupado com e4. O-O 9. O-O-O Nbd7 10. f3 b5 11. g4? Ribamar não gosta deste lance e o Alemão dá-lhe, inclusive, uma bela duma interrogação Nc5 Nestas linhas da Siciliana, de roques opostos, as brancas avançam na ala do Rei e as negras na ala da Dama. É praticamente uma corrida, quem chegar primeiro vence! O alemão diz que tenho vantagem decisiva. Acho que estou na frente, mas nem tanto. 12. Qe3 b4 Este lance não é ruim, mas deixei passar uma boa oportunidade, conforme verificamos após a partida: 12...Nxg4 13.Bxe7 Nxe3 14.Bxd8 Rxd8 ganha um peão ou 14... Nxd1 ganha a qualidade. 13. Bxf6 bxc3 14. Bxe7 Agora não podia 14.Bxe5 por Qb6 ameaçando mate e se 15.Qxc3 dxe5 ou ainda pior 15.Bxc3 Nb3+ ganhando a dama cxb2+ 15. Kxb2 Qxe7 16. Nc3 Be6 17. Kc1 Rfd8 A idéia é defender d6, liberando a dama e apoiar um possível avanço, já que o Rei branco tá voltando pra essas bandas 18. Bd3 h6 Não conseguindo definir um plano de ação "cometi" essa precaução meio idiota, com idéia de bloquear a ala do rei 19. h4 Rac8 20. g5 h5 Essa era a idéia do lance 18. Se vai dar certo só Deus sabe 21. Kd2? Vixe, que lance feio! Acho que merece uma interrogação Qc7 22. Rc1?? Ah, não, esse merece duas... Qa5 Ao constatar que perdia uma peça, o branco abandonou 0-1



[Event "Classificatório Camp. Mineiro"]
[Site "Tiradentes - MG"]
[Date "2008.09.20"]
[Round "2"]
[White "Ribeiro, Sheridan"]
[Black "Guimaraes, Mario"]
[Result "0-1"]
[ECO "B94"]
[WhiteElo "2071"]
[BlackElo "1803"]

1. e4 c5 2. Nf3 d6 3. d4 cxd4 4. Nxd4 Nf6 5. Nc3 a6 6. Bg5 e5 7. Nde2 Be7 8.
Qd3 O-O 9. O-O-O Nbd7 10. f3 b5 11. g4 Nc5 12. Qe3 b4 13. Bxf6 bxc3 14. Bxe7
cxb2+ 15. Kxb2 Qxe7 16. Nc3 Be6 17. Kc1 Rfd8 18. Bd3 h6 19. h4 Rac8 20. g5 h5
21. Kd2 Qc7 22. Rc1 Qa5 0-1

4 comentários:

Sir Augusto disse...

Qa5 foi bem fino! Gostei de ver, metendo bronca nos 2000+ FIDE

No mineiro de 2009 eu vou marcar presença hehe aí vou querer ver nossa partida aqui no recanto também!

Bela vitória!
Abraços!

Masegui disse...

Daniel,

Da5 foi fácil porque já estava engatilhado... a jogada do adversário facilitou tudo.
Confesso que o que gostei mais foi a posição das torres, "desprezando" a coluna aberta.
Abração.

Sheridan Ribeiro disse...

Gostei dos comentários da partida. A minha idéia de Dd3 foi uma estúpida idéia que me passou na hora: " Dd2 é teórico, mas por que não preparar a passagem para a ala do rei via terceira?" Então, percebi na prática!
Jogou bem!
Obrigado por essa lição!

Masegui disse...

Que lição que nada, Sheridan, foi um golpe de sorte, você joga muito mais!

Parabéns pela atuação em Abaeté!

Espero encontra-lo em breve na semi.
Obrigado pela visita!