quinta-feira, 2 de junho de 2011

São João Nepomuceno - 2

Mais resenha...
O torneio foi bem organizado e gostoso de jogar. Minha única reclamação é quanto ao tempo de reflexão: 1h10'nocaute! Pra quem tá "velho e acabado" (como diz meu caçula) esse tempo é muito curto.

O Prof. Luis Fernando Zampa, organizador local do evento, é voluntário no SESI de S J Nepomuceno e faz um ótimo trabalho na escolinha de xadrez. Conversei com alguns pais e todos elogiaram a maneira como ele conduz os treinamentos, a dedicação e o carinho com as crianças. Parabéns, Prof. Zampa, continue firme!

Consultando a lista de participantes no início do torneio eu imaginei que pudesse conseguir uma boa classificação, já que eram poucos os jogadores que eu conhecia e considerava fortes, apesar de que sempre aparecem surpresas entre os "desconhecidos". Então, a princípio, achei que ficar entre os 10 primeiros seria muito bom. Portanto, ter ficado em 4º lugar superou minha expectativa!

Os favoritos do evento, na minha opinião, eram: Marcelo Moura, Julio Lapertosa, Fernanda Rodrigues, Caique Reda e Alisson Lima. Este último, quando leva a sério, joga pra dedéu! Eu e mais uns dois ou três corríamos por fora, qualquer bobeada a gente chegava junto.

Sem desmerecer os adversários, perdi de quem poderia (deveria?!) e venci quem tinha que vencer. O emparceiramento me foi favorável e acho que pela primeira vez joguei 3 de brancas em 5 rodadas. Resumindo, não fui bem tecnicamente, mas em competitividade não deixei a desejar. Ainda não repassei minhas partidas mas sei que nenhuma delas merece destaque. Claro que vou analisar com carinho minha derrota para o Marcelo Moura e quando tiver tempo vou mostra-la aqui.

Aliás, o Marcelo (filho do grande amigo Eurico Moura) protagonizou o que chamamos de "mate celular"! Após o início da 3ª rodada ele passou por minha mesa e disse "Você acredita que esqueci de desligar o celular, meu irmão ligou e perdi a partida no 2º lance?" e saiu andando aborrecido. Eu fiquei pensando "poxa, seu irmão bem que poderia ter ligado à tarde, durante nossa partida!" :)

Na última rodada aconteceu uma cena muito bonita: Pedro Ferreira Lage (13 anos) enfrentava o Sr. Ruy Furst (66 anos). O garoto jogava e olhava em volta, nervoso, provavelmente em busca de apoio na figura paterna (segundo disseram ele teve duas ofertas de empate recusadas). Josué, o pai, muito mais tenso, não tinha coragem de se aproximar temendo influenciar negativamente o filho. Eu estava ao seu lado e vi o quanto ele estava ansioso. Quando a partida terminou, com a vitória do Pedro, o abraço de pai e filho no meio do salão foi emocionante!

Ps.: a resenha continua... aff!

4 comentários:

ghandy disse...

Até que enfim, o velho Lobo do Mar voltou a ativa, adorei as duas resenhas depois de um grande hiato. Parabéns 2011 vezes para vc!

Masegui disse...

Grande Welton,

Obrigado, amigão, na próxima parte falo de minhas partidas... e mostro minha derrota! :)

Abração!

Anônimo disse...

opa, achei este blog na internet, parabens pelo quarto lugar...também gostei de participar do torneio e fui mais longe do que imaginava...gostaria de convidá-lo para participar da liga-x em JF, tem bons adversários, pena que é um torneio de partidas de 21 minutos...Vamos manter contato, se tiver torneios por perto comunique-me para eu levar o meu filho...
um abraço, José do Carmo, Viçosa.

Masegui disse...

Oi Dr. Zé do Carmo! Tudo bem?

Pois é, mestre, eu gosto de escrever umas besteiras pra divertir os amigos! Que bom que você me achou... espero que goste das bobagens e volte sempre!

Torneio de 21min. é meio rápido demais pra minha idade, mas não descarto, não!

Vamos manter contato, sim. A turminha nova de Viçosa está muito animada e vão organizar alguma coisa... vamos nos encontrar, com certeza!

Abração!