terça-feira, 12 de maio de 2009

Paradeira Geral/Miniatura Postal

Well... mais de um mês sem post! Fui cobrado por um amigo e fiquei feliz. É gratificante esse tipo de retorno. Não é qualquer blogueiro que tem 50% de seus seguidores reclamando sua falta!!

Eu gostaria muito de dizer que interrompi minhas atividades enxadrísticas para aderir-me ao MIP (Movimento da Indignação Popular) e que estou a caminho de Brasília, onde acontecerá o primeiro de uma série de protestos contra a corja de safados que fazem gato e sapato do povo brasileiro. Infelizmente né isso não. Eu pertenço, como a maioria, ao PBM (Partido dos Bola Murchas), aqueles que usam sua luta pela sobrevivência como desculpa para ficar quietinho no seu canto com o rabo entre as pernas. Nosso lema é: Xastá que um dia isso muda!

A verdade é que meu xadrez tá paradim da silva. Bateu um desânimo total. Apesar de ter planejado, desde o início do ano, participar dos Abertos do Brasil que acontecerão aqui nas Minas Gerais... a coisa tá preta, passo dias sem mexer no tabuleiro. A arrumadeira vem, desarruma tudo e eu "nem te ligo, farinha de trigo". Continua tudo tipo Fischerandom ou Chess-960, sei lá... pelo menos os peões ela sabe onde colocar.

Bem, enquanto eu resolvo uns probleminhas particulares e não volto à ativa (e atendendo a pedidos, claro - já pensou se eu perco meus 2 únicos seguidores?) segue uma partida dos meus tempos áureos do xadrez postal.

Ps: Eu sempre tive a mania de comentar minhas partidas. O objetivo era revê-las mais tarde e rir das capivaradas - sinal de que eu estava evoluindo. Portanto, os rápidos comentários são da época, devidamente anotados em cadernos e mais tarde passados para o PC.

Mário Guimarães x Damaris Hadad
Corr. CXEB - TE/94 - 1986

Esta partida tem um gostinho especial. Hadad é participante assíduo em torneios do Clube de Xadrez São Paulo e campeonatos paulistas, além de forte jogador postal. Ele foi o responsável por minha única derrota na semifinal da V Taça Brasil, numa partida em que ele conduziu as brancas e me bateu em 27 lances. Desta vez a coisa foi diferente. Neste temático da abertura Inglesa fiquei em 4º lugar, com o resultado: +4=5-1, mas consegui minha vingança... e com uma miniatura, coisa rara no xadrez postal!

1. c4 Nf6 2. Nc3 g6 3. Nf3 Bg7 4. g3 O-O 5. Bg2 d6 6. O-O c6 7. d3 a5 8. Rb1 Nbd7 9. a3 Rb8?!
9... Nb6 é apontado na ECO como o melhor.
10. Bd2 b5?
Deixou fraca a casa c6, que será devidamente explorada.
11. Nd4 Ne5
Defende c6, evitando o duplo de cavalo, mas perde um peão.
12. cxb5 cxb5
12... c5 13. Nf3 e o peão passado em b5 é um trunfo decisivo.
13. Ncxb5!
Mantendo a pressão na casa c6 e abrindo caminho para o bispo.
13... Bb7 14. Qa4 Bxg2 15. Kxg2 Qb6 16. Qxa5
Com 2 peões a menos e sem perspectivas, Hadad preferiu abandonar.
1-0

Para aqueles que gostam de ver a partida no visor, tá aqui minha derrota e aqui minha vitória.

4 comentários:

gbsalvio disse...

Caramba Masegui só 50% dos seus seguidores te cobram por posts, isso é mentira, são exatamente 75% viu...

Forte abraço

Masegui disse...

Fala, Mestre Sávio!

Agora sim, só falta mais um pra inteirar os 100%.

A coisa tá feia, companheiro, nem sei se vai dar pra jogar os Abertos do Brasil... vai ser foda!

Paulo disse...

Só que agora você tem três leitores.

Masegui disse...

Oi Paulo,

Bem-vindo ao Recanto...